(19) 3234-0717 | 3235-2061 | 99361-5996

Twitter
Google+
Facebook

Parto Ativo - Natural

É o tipo de parto onde a mulher-mãe-parturiente permanece no controle da situação, como artista principal e não como coadjuvante, abrindo seu corpo para a passagem do bebê, aceitando as contrações. Vivencia o parto no controle do seu corpo, sem medicamentos, drogas, nem intervenções.

"Que todas as mulheres podessem ter essa experiência maravilhosa que eu tive. Não é sentir as dores do parto, mas sim o prazer do parto. E tudo tão mágico que dá vontade de ter um monte de filhos por um monte de motivos, mas tb para poder passar por tudo isso de novo. Obrigada minha filha Julia, meu filho Pedro, meu marido e a você Dr." Luciana Berenguel

Ativa e decidida

Na verdade é o parto mais natural, onde a parturiente permanece ativa, mudando de posições, andando, sentando, inclinando, ficando de cócoras, deitando, entrando no chuveiro, na banheira, pendurando em algo, enfim, buscando alternativas de alívio das dores.

A experiência do parto é uma das mais importantes na vida de uma mulher e acreditamos que um parto totalmente natural, aprimora a transformação de uma mulher em mãe, amadurece-a. um parto é um rito de passagem a maturidade. Tem mul

heres que no momento da expulsão, na saída da cabeça, sentiram um que de prazer, algumas referem mesmo um orgasmo nesta hora. Muitas referem depois de meses do parto, uma melhora de sua sexualidade, tanto em qualidade como em profundidade.

Um aspecto importante é o ambiente, pois este influencia diretamente o emocional e portanto o desenrolar do parto. Produzimos no parto um ambiente com pouca luz, muito silêncio e respeito pelo processo,  música suave de relaxamento, somente as pessoas da escolha da grávida. Para tal levamos uma VALISE DE PARTEIRO com BANQUINHO DE PARTO, óleos para massagem, bola suíça. A presença de uma doula é bem vinda, uma presença feminina que muito ajuda o desenrolar do parto. 

"Hoje, 8 anos após o nascimento na Natália, só posso dizer ... nada se compara ao momento em que a minha filha nasceu e veio direto pro meu colo ... o melhor lugar para um recém nascido é o colo da mãe!!!! E o parto natural da Nat me proporcionou isso .... já foram 8 anos desde aquele dia maravilhoso ... a você,doutor, só tenho gratidão!"  Rose Hashinaga

"Essa mensagem só reforça porque o escolhi para ser meu obstétra. Não basta ser médico e colocar mais um no mundo a cada dia, nós mães que estamos vivendo nosso momento único e sagrado esperamos que pessoas como você, doutor, nos dê a chance de experimentarmos esse momento como algo importante, único, com o mínimo de intervenções "violentas" e traumatizantes possível. Obrigada por fazer parte disso e nos proporcionar viver essa experiência dessa forma. Grande abraço e hj tem pré-natal, graças a Deus! Tenho uma lista de perguntas gigantes pra te fazer... Do 4o para o 5o mês acontece muita coisa, não??? rsrsr Até daqui a pouco então..." Mariana S Pereira

Um parto ativo com um final feliz.

parto ativo 3 Um parto ativo não acontece por acaso, deve haver uma preparação durante o pré-natal. O parto ativo se inicia na mente da grávida, que vai buscar ajuda, leitura e tomada de consciência que terá de passar por um desafio, um obstáculo. Comparamos o parto a escalar uma montanha. Ninguém escala sem a devida preparação, sem as devidas ferramentas: mochila, água, tênis, martelinho, cordas, etc. Deve-se preparar fisicamente, ter resistência para agüentar, principalmente os últimos metros, que são os mais difíceis. O preparo da grávida é exercício, alongamento, Pilates, caminhada, hidroginástica, yoga diariamente, relaxamento, respiração, e auto-conhecimento. Freqüentar um grupo de grávidas pode ajudar em muito nisto tudo.

As leituras de internet e de livros também podem ajudar. Recomendamos:

  • Parto Ativo, editora Ground, Janet Balaskas, tradução de Adailton Salvatore Meira.
  • A cientificação do parto, Michel Odent (contatar marcos@abe.org.br)
  • Se me contassem o parto, F Leboyer. 
  • Nascer sorrindo. F Leboyer.
  • Parto de cócoras, editora brasiliense. Moyses Paciornik.
  • O parto na água – um guia para pais e parteiros. Editora Manolo. Cornelia Enning.
  • Parto normal ou cesaria. Simone Diniz. Editora UNESP.
  • O renascimento do parto. Michel Odent.

Outro aspecto importante é a escolha do hospital onde vai dar à luz. Toda gestante deve discutir as condutas básicas comseu prenatalista, se faz tricotomia (raspagem dos pelos) enteroclisma ou clister (lavagem intestinal), a posiçãodo parto, SENTADA NO BANQUINHO, em cima ou fora da mesa de parto, posiçao ginecológica ou não. Assim como discutir antes de acontecer as seguintes situações de limite tais como bolsa rota sem trabalho de parto, parto prematuro x gestação a termo, colo impróprio (fechado) qual é a conduta? Outra situação, pós-datismo, até quando ele espera o trabalho de parto expontâneo e o que faz primeiro: indução ou cesariana direto. Se puder conversar na sala de espera veja outras grávidas o que tiveram como tipo de parto. Procure enquanto é tempo.

NUNCA É TARDE, NUNCA É DEMAIS - não desista dos seus sonhos.

Nunca me esqueço de uma gestante que chegou para mim com 38 semanas, direto do consultório do seu outro prenatalista que indicou uma cesaria naquele dia pois o seu bebê estava com o cordão enrolado no pescoço em duas voltas. Veio me perguntar o que eu achava disto? Bem eu lhe disse que circular de cordão não é indicação de cesariana por si só. Deve entrar em trabalho de parto e se tudo corre bem, um parto com o expulsivo o mais breve possível. Ela resolveu ter seu parto com nossa equipe. E uma semana depois entrou em trabalho de parto. Junto com a assistência de uma doula, chegamos à dilatação total, quando ela pediu um analgesia, que foi atendida. Depois disto parou a progressão do parto, e ficou sentada no banquinho de parto por 2 horas até vencer a resistência do rebordo de colo e as contrações voltarem a ficar fortes e progrediu o parto. No momento do nascimento apliquei um vácuo-extrator para abreviar o período expulsivo (para o bebê não ficar parado no períneo) e teve um parto normal. Recentemente terve o seu segundo filho, sem analgesia e foi muito mais rápido, e, segundo ela, não doeu tanto assim. Foi um parto ativo e rápido.

RECEPÇÃO DO BEBÊ

Este talves seja o grande diferencial deste parto, uma chegada suave e respeitosa a este mundo. Seguramos o bebe, após nascer, em nossos braços, e aguardo o estabelecimento da respiraçao, ele cospe, as vezes chora, e coloco a cabeça mais baixa para a saida de líquido amniótico dos pulmoes, e sinto o tônus muscular nos membros, os movimentos, e a colorçao da pele que vai mudando do cianótico (roxinho) para avermelhado, progrecivamente. Quando o bebê está saudavel, com o consentimento do neonatologista presente na sala, coloco o recém chegado na barriga da mão, para receber o carinho e amor desta que o gerou. Sua pele entra em contato com a da mae, e pega as bactérias que vao colonizar sua pele, e nao bactérias de um berçário. cobrimos para que ele mantenha o calor. Quando aceita, iniciamos amamentaçao , pois quanto mais precoce acontece a primeira mamada, na primeira hora, maior é a chance desta mão amamentar. 

Este é o sonho de muitas mulheres, devemos acreditar nele e se preparar para eventuais mudanças nos planos.

vídeos

Dr. Adailton Salvatore

telefones:

(19) 3234-0717 | 3235-2061 | 99361-5996


email:

clinica@salvatoremeira.com.br

endereço:

Rua Elisiário Prado, 46 | Botafogo
Campinas-SP | CEP: 13020-140

» veja o mapa

Dr. Adailton Salvatore Meira - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por:

Web e Ponto - Soluções Digitais