(19) 3234-0717 | 3235-2061 | 99361-5996

Twitter
Google+
Facebook

Homeopatia

Homeopatia

A Homeopatia é um sistema terapêutico, que está baseado em uma visão integral do ser humano, oferecendo recursos terapêuticos que a Medicina Tecnocrática não conhece. Subtende também uma filosofia onde o homem adoece de dentro para fora, do emocional primeiro, e depois o físico.

 A doença, como perturbação vibracional que tira a paz do indivíduo, pode ser tratada nos seus estágios iniciais, quando apenas a pessoa sente que está doente (por exemplo uma Depressão), sem uma doença física, no segundo estágio, que é o Funcional, exarcebação da função (por ex. uma hemorragia uterina, quando não existe ainda uma doença lesional, mas apensar a exarcebação da função original do útero, a menstruação); ou no seu terceiro estágio, o lesional, quando finalmente aparecem doenças que são captáveis pelos aparelhos de Ultrassonografia e Ressonância, como miomas, pólipos, nódulos, cistos, e até mesmo o cancer ginecológico. 
 
Em todas estas fases temos recursos para tratar o enfermo e não a enfermidade. Podemos em todos os casos lançar mão de terapêuticas complementares como a fitoterapia, hormonioterapia, oligoterapia, alopatia e acupuntura.
 
Realizamos também uma abordagem de levar cada indivíduo a entender o PORQUE ADOECEU, e mudar de postura diante da questão fundamental que o deixou doente, normalmente algo que começou lá no passado, oferecendo o suporte de LIFE HEAL APROACHING.
 
A homeopatia percorreu seus mais de 200 anos de existência levando a melhoria das condições de vida de milhares de pessoas, curando doenças simples e principalmente as doenças complicadas. Temos incontáveis exemplos, citamos um, a Marquesa d’Hervilly que foi curada de tuberculose pelo já ancião Hahnemann, que depois de estar recuperada, nos seus 35 anos, voltou da Alemanha para Paris trazendo o mestre na bagagem e depois veio a se casar com o viuvo de 80 anos. Viveram ainda 8 anos, até a morte do mesmo em Paris. Hahnemann morreu com saúde, sem nenhuma doença, sua luz foi se apagando...
A homeopatia é uma terapêutica, mas também é ciência e arte. Ela está baseada em LEIS NATURAIS, que não mudam com o tempo, pois são leis, como a lei da gravidade. São leis de cura. A mais importante dela é a lei da similitude: "o semelhante cura o semelhante", enunciada por Hipócrates 400 anos antes de Cristo, mas estruturada como sistema terapêutico somente 2 mil anos depois por Hahnemann, que por experiência própria, tomou o "Quinino" ou China officinalis, que era (e ainda é) a planta usada para tratar a malária, e teve sintomas de malária. Ou seja, a planta que cura a malária é aquela que tem a capacidade de produzir uma "malária" medicamentosa, artificial e mais forte que a malária doença de verdade, e substituí-la, e assim levar a cura ao indivíduo enfermo.
 
Não devemos confundir homeopatia com FITOTERAPIA, que usa plantas, chás, infusões, ou mesmo cápsulas com estas substâncias. Esta tem um efeito primário, direto, e químico sobre o organismo. A homeopatia tem um efeito sutil, e a CURA É PRODUZIDA PELA AÇÃO SECUNDÁRIA, ou seja, pela resposta do organismo ao medicamento.
 
A homeopatia nao é quimica, é física, ou seja, nao depende da concentraçao da substãncia, é uma medicina vibracional, ou vitalista, pois subentende o indivíduo como um ser que possui uma energia vital, que anima e dá vida ao ser. O medicamento entra em RESSONÂNCIA COM O ORGANIUSMO E TRANSMITE SUA INFORMAÇÃO VIBRACIONAL.
Para tanto Utiliza MEDICAMENTOS dos TRES REINOS (mineral, animal e vegetal). O primeiro processo é a diluição, depois ele passa por 100 sucusoes (agito forte). Portanto encontramos medicamentos em diferentes escalas de diluições: decimal (1/10), centesimal hahnemanniana (CH) 1/100, e a escala CINQUENTAMILESIMAL LM (1/50.000), que foi um achado póstumo dos escritos de Hahnemann (1917) e portanto a escala centesimal já tinha sido muito difundida por todo o mundo, mas foi descoberta nos últimos dias de vida do sábio alemão.
 
Houveram outros grandes mestres que desenvolveram esta arte médica: Constantino Hering e James Tyler Kent, e muitos outros. A Homeopatia não é estática, e muitos ainda nos dias de hoje continuam seu DESENVOLVIMENTO E APRIMORAMENTO.
 
Se você que saber mais, visite estes sites:
 
www.homeoint.org - Homeopatia Internacional com vários artigos, livros, biografias, etc...
 
www.amhb.org.br/index2.html - Associação Medico Homeopática Brasileira
 
www.aph.org.br - Associação Paulista de Homeopatia
 
http://www.homeozulian.med.br/- Site de médico e pesquisador da Homeopatia. 
 
http://homeopatia.bvs.br/php/index.php - Biblioteca Virtual em Homoepatia
 
http://www.semelhante.org.br/- Ecomedicina, Ação pelo Semelhante
 
----------------------------------------
O que é Homeopatia?    Míriam Sommer
 
Quais as diferenças da medicina clássica em relação a medicina homeopática ?
A Homeopatia se diferencia essencialmente da medicina clássica porque não é uma medicina de um sintoma, nem mesmo de uma doença, mas a medicina daquela pessoa em particular.
O homeopata cuida do paciente antes de mais nada pelo que ele é, muito mais do que por aquilo que ele apresenta. Diante de uma infecção, o médico clássico procura indicar a antibioticoterapia para eliminar o micróbio, ao passo que o homeopata procura pelo remédio que permita ao paciente defender-se contra o micróbio.
 
A Homeopatia cura tudo?
Ninguém hoje iniciaria um tratamento de meningite ou de uma tuberculose com Homeopatia, por uma simples questão de bom senso.
Quando as reações de defesa do organismo estão esgotadas ou com risco de esgotar-se rapidamente, deve-se recorrer ao poderoso arsenal da medicina clássica, o que não impedira que se volte à Homeopatia, para um melhor equilíbrio da saúde do indivíduo, uma vez superado e curado o episódio grave.
Porque, na realidade, não são os métodos terapêuticos que se opõem; às medicinas, pelo contrário, são complementares.
 
O que é importante na consulta homeopática?
Ao tratar um paciente com homeopatia, trata-se a doença como uma desordem aparentemente localizada, encarando o homem doente com seu psiquismo, suas particularidades, o meio que o envolve, sua bagagem hereditária adquirida, as múltiplas agressões de todos os dias, psico-afetivas, alimentares, infecciosas, medicamentosas, vacinais etc.
O médico homeopata levará em conta o homem na sua totalidade com suas particularidades, seus modos de reagir em face da doença, naquilo que tem de mais pessoal, apegando-se às reações mais particulares, a fim de não confundi-las com as banais, comuns a todos. Somente a singularidade dos sintomas expressos permite uma individualizacao satisafatória da doença e uma terapêutica inteiramente personalizada, a nenhuma outra semelhante.
Levando em conta os vários elementos acima citados e que constituem a bagagem do indivíduo, a terapêutica esforcar-se-á por traçar um perfil do homem doente, definindo o seu terreno, a sua constituição, para tráta-lo em profundidade.
E preciso ressaltar que o homeopata precisa considerar, para uma síntese do homem doente, a absoluta necessidade de se estabelecer um diagnóstico preciso, um perfeito interrogatório, um exame clínico minucioso e apoiando-se, se necessário for, em técnicas de investigação habituais, como exames de laboratório etc.
 

Anexo

vídeos

Dr. Adailton Salvatore

telefones:

(19) 3234-0717 | 3235-2061 | 99361-5996


email:

clinica@salvatoremeira.com.br

endereço:

Rua Elisiário Prado, 46 | Botafogo
Campinas-SP | CEP: 13020-140

» veja o mapa

Dr. Adailton Salvatore Meira - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por:

Web e Ponto - Soluções Digitais